Tengu – goblins das montanhas

Tengu (天狗) são seres mágicos que fazem parte do folclore japonês, misturando a cultura budista com a xintoísta.

São goblins que habitam as montanhas e dentre suas capacidades mágicas estão a habilidade de se transformar em humanos ou animais, se comunicarem sem mexer a boca, se transportar de um lugar para o outro e invadir o sonho dos seres humanos.

Existem 2 tipos de  Tengu: o Karasu Tengu, que possui corpo de ser humano e cabeça de corvo e o Yamabushi Tengu, com rosto semelhante ao de ser humano, mas com nariz longo e asas bem grandes.

a_tengu-karasume-inatori-dontsuku-festival-tn2

 

São exímios lutadores, porém , seu principal passatempo é pregar peças em sacerdotes que se tornam muito orgulhosos, samurais arrogantes, autoridades que abusam do poder e qualquer um que contrariar as leis do Dharma. Acredita-se também que em algum desses casos, na próxima encarnação a pessoa se transforme em um Tengu.

 

Ao que se sabe, as lendas se originaram entre o Século VI e VII, quando a cultura budista se difundiu mais no Japão e estão associados ao Monte Kurama, que seria onde o rei dos Tengu Sojobo Vivia. Durante o passar dos anos, os Tengus foram tendo vários significados diferentes, passando de guardiões das montanhas e templos a ladrões de crianças.

IMG_0016.jpg
Tengu por Toshio Shimada

 

Texto por Rafael Lucente

Anúncios

Mahakala – O senhor do tempo

Mahakala ( महाकाल ) é  uma das divindades mais importantes do Budismo tibetano. Kala é uma das manifestações de Shiva, e significa “O Negro”, “O Tempo”. MahaKala é “O Senhor do Tempo”, “O Grande Tempo” e a “Eternidade”. De acordo com algumas lendas,  Mahakala era um demônio e foi convertido pelos budas  Manjushri e Avalokiteshvara. Esta divindade é também conhecida como “O Grande Protetor”, para os budistas, cada tradição tem seu Mahakala que protege os ensinamentos da tradição em particular e toda a doutrina do Senhor Buda. É comum encontrar sua imagem na entrada de quase todos os monastérios.  Eles são expressões enérgicas da sabedoria, formas que espantam a ignorância e destroem o que for preciso para acabar com ela.
14996413_336514500050098_823706666_n
Mahakala  é um Dharmapala, ou seja, uma divindade que protege o Dharma (Lei Budista). No hinduísmo Mahakala é também uma das encarnações de Shiva, seria Deus do Tempo, ou o própria tempo. Kala significa tempo, ou até mesmo morte. No Japão é conhecido como Ele também é conhecido como “Daikokuten”  e “Daheitian” na China.
 A cor preta absorve todas as outras cores, assim como, todas as qualidades divinas se fundem em Mahakalae seus três olhos simbolizam o poder de compreender o passado, o presente e o futuro. Devemos também lembrar que ele é a personificação da compaixão e libertação dos seres sencientes que sofrem no Samsara. Já as caveiras em sua coroa representam os cincos venenos mentais: ira, desejo, ignorância, inveja e orgulho.
Ou seja, de acordo com as crenças, Mahakala é o senhor do tempo e capaz de tirar da vida  das pessoas tudo aquilo que desvirtua do real caminho.

3ª edição do Brasília Tattoo Festival com a presença de Toshio Shimada

Toshio Shimada estará de 4 a 6 de novembro, na 3ª edição do Brasília Tattoo Festival, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Um evento diferenciado, que conta com uma grande variedade de atrações: estandes com tatuadores e body piercersshows, concursos, aulas de skate, ações sociais, workshops, modelos exóticos, entre outras.

Cento e sessenta estandes recebem o público participante, em um espaço de 11.900m2. Oportunidade única para tatuar ou ou aplicar um piercing com os melhores profissionais do segmento. O Brasília Tattoo Festival ainda conta com praça de alimentação, DJs e shows, com atrações de peso. No palco teremos CPM 22, na sexta-feira (4/11), Raimundos, no sábado (5/11) e, para fechar, no domingo (6/11), Rael da Rima.

O ingresso custa R$ 40,00 a inteira e R$ 20,00 a meia com carteirinha estudantil, ou com a doação de 1 quilo de alimento. Será vendido na bilheteria digital e lojas Abriu Pro Rock (Centro Comercial Gama Shopping e Pátio Brasil).

btf_fb_post-template-tatuadores-3-toshioshimada

Máscara Hannya

As máscaras de Hannya tiveram origem no teatro Nõ japonês, que é um tipo clássico de espetáculo de arte, combinando interpretação, canto e poesia.

O teatro ou Noh existe desde o século XIV e normalmente a narrativa é composta por um protagonista (shite) que utiliza uma máscara, um coadjuvante (waki), um ator cômico (kyōgen), um coro e instrumentos musicais. É composto apenas por atores homens, que usam máscaras para representar figuras femininas, no total são mais de 200 máscaras diferentes, que originalmente eram feitas de madeira.

noh1

De todas as máscaras,  uma das que mais se popularizou  foi a da Hannya, que deriva da lenda de uma mulher que após ser enganada por seus entes queridos,  foi consumida por ódio e ciúmes e se transforma em uma espécie de “demônio” com chifres, dentes afiados e aparência assustadora.

Hannya_Blog.jpg
Ilustração por Toshio Shimada

Ainda de acordo com as lendas, existem diferentes representações, por isso é comum ver Hannyas com aspecto mais humano e outras já com aspecto mais demoníaco.

No Japão, a máscara da Hannya simboliza sorte e proteção, como se a feição monstruosa espantasse energias ruins, porém foi  no Ocidente que ela se tornou um frequente tema de tatuagens, e é um dos desenhos mais procurados para composições de trabalhos com a temática oriental.

Texto por Rafael Lucente

Dragão japonês

O dragão japonês (Ryu) é uma besta mitológica semelhante aos dragões chineses e coreanos. Ao contrário do que acontece no Ocidente, no oriente os dragões são considerados criaturas benignas e estão associados a poder, sabedoria, força e proteção.

Seu corpo é formado a partir de  partes de diversos animais, tendo a cabeça de crocodilo, corpo de serpente, escamas e patas de lagartos e 3 garras de águias, diferentes do coreano e chinês que podem ser representados com 4 e 5 garras, respectivamente.

img_9121
Escultura dragão japonês

As lendas e histórias foram trazidas da China (onde por muito tempo sua representação era destinada exclusivamente ao imperador) adaptadas pelo povo japonês e difundidas ao longo dos anos, na maioria dos casos as lendas se referem a dragões que podem controlar as águas e as chuvas. Por habitarem rios e mares, acredita-se que maremotos e terremotos podem ser originados devido a movimentação desses grandes seres.

Os desenhos e ilustrações de dragões foram criadas muito tempo depois das histórias em si, e é comum ver dragões segurando uma esfera, que representa uma espécie de energia e está associada à criação, onde apenas os bons conseguem absorver e aproveitá-la.

img_9334-2
Ilustração feita por Toshio Shimada

Devido a toda sua história e importante significado na mitologia asiática o dragão é um dos desenhos mais pedidos e sempre resulta em tatuagens incríveis como esta feita em um de nossos clientes.

dragao-shimada
Tatuagem por Toshio Shimada

 

Texto por Rafael Lucente

Sak Yant – tatuagem sagrada

A Sak Yant é uma tatuagem sagrada feita por monges budistas há mais de 2.000 anos. Na Tailândia os antigos guerreiros recebiam tatuagens a fim de garantir força e proteção nas batalhas, esse tipo de ritual acabou se difundindo ao longo dos anos, e hoje em dia qualquer um pode fazer uma Sak Yant.

yantra-tattoo_3
Sak Yant nas costas

A tatuagem sagrada, como também é conhecida, normalmente é feita com bambu (técnica semelhante ao tebori japonês) e realizada por um monge, que recebe o nome de Ajarn. Chegando em algum templo a pessoa deverá escolher o “monge tatuador” que mais lhe transmitir energias boas.

O desenho a ser feito é escolhido pelo próprio monge, que a partir de uma conversa com a pessoa a ser tatuada, define o símbolo que mais tem a ver com cada história de vida. Normalmente os símbolos representam sucesso, carisma, força física, sorte e proteção em geral e o pagamento é feito em doações e oferendas (flores, incensos) colocados em uma cestinha.

yantra-tattoo_1
Sak Yant

De acordo com a tradição, após ter uma Sak Yant, a pessoa deve seguir algumas “regras”, que basicamente seguem a doutrina budista: não matar, não mentir, não roubar e não cometer adultério. Caso alguma das regras seja quebrada, a tatuagem perde seus “poderes”.

Aqui você pode conferir um vídeo e ver como é feito o ritual: Sak Yant

Texto por Rafael Lucente

Kapala – Caveira tibetana

A caveira tibetana ou Kapala (ཀ་པ་ལ), está associada à rituais budistas, esta prática consiste em esculpir e ornamentar com jóias o crânio de uma pessoa morta, após esse processo, o crânio se torna uma espécie de receptáculo ou tigela, onde a pessoa que beba nela adquira o conhecimento e personalidade do dono do crânio.

Hoje em dia, principalmente no Ocidente, as Kapalas são usadas como enfeites ou artigos de luxo, podendo custar mais de R$2.000,00.


Na década de 90 o artista  Filip Leu, que é referência entre os tatuadores, foi um dos primeiros a tatuar Kapalas, a partir disso, o tema foi se popularizando bastante e cada vez mais clientes se interessam por tatuagens sobre este tema.

kapala.png
Tatuagem Kapala (em progresso) por Toshio Shimada

Texto por Rafael Lucente

Kintaro

10822524_731753903566843_1638320419_n

Sakata Kintoki, Sakata Kaidomaru ou Kintaro. (menino dourado). Nascido em meados de 956. Ano Tenryaku 10, na cidade de Nagahama, Sakata província de Shiga-ken Japão. Filho de criação da princesa Yaegiri, filha de Shiman-chouja da aldeia de Jizodo, próximo ao monte Ashigara. Foi amaldiçoada pelo poderoso dragão vermelho. A princesa Yaegiri, por causa de sua horrível aparência, decidiu se isolar na montanha Ashigara,  onde encontrou um bebê de aspecto avermelhado. O criou em total contato com a natureza, desde muito pequeno Kintaro, apresentava uma disposição e força incrível, seu passatempo favorito eram  lutas de sumo com os animais, pois até então Kintaro não tinha contato com outros seres humanos além de sua mãe.

Todos  temiam encontrar pelo monte Ashigara, a princesa Yaegiri, que era conhecida por sua aparência como “A Bruxa de Ashigara”. Conta em sua lenda que após derrotar os demônios de Ashigara usando apenas uma machadinha. Caminhava para a fase adulta, levado por aldrões a presença de Minamoto Yamorimitsu, impressionado com a força do garoto o tornou como guarda de sua segurança pessoal. Kintoro acompanhou Minamoto Yorimitsu em suas viagens, Em Kyoto Kintaro estudou artes marciais e liderou por muitos anos o grupo Shitenou. Após o contato com Minamoto-no Yorimitsu Kintaro passou a se chamar Sakata Kintoki, ou Sakata Kaidomaru. Kintaro é uma figura muito importante no teatro Kabuki e Noh.

Texto e desenho feito por Felipe Yaemori.

Ganesha Tattoo by Toshio Shimada

230169_10150192779827277_4233952_n copy

Ganesha, Ganesa, Ganesh ou Ganapati (em sânscrito: गणेश, ou श्रीगणेश, quando usado para distinguir status de “senhor”) é um dos mais conhecidos e veneradosdeuses do hinduísmo. Ele é o primeiro filho de Shiva e Parvati, e o esposo de Buddhi, também chamada Riddhi e Siddhi. Ele é chamado também de Vinayaka em Kannada,Malayalam e Marathi, Vinayagar e Pillayar em tâmil, e Vinayakudu em Telugu. Ga simboliza Buddhi (intelecto) e Na simboliza Vijnana (sabedoria). Ganesha é considerado o mestre do intelecto e da sabedoria. Ele é representado como uma divindade amarela ou vermelha, com uma grande barriga, quatro braços e a cabeça de elefante com uma única presa, montado em um rato. É, habitualmente, representado sentado, com uma perna levantada e curvada por cima da outra. Em geral, antepõe-se, ao seu nome, o título Hindu de respeito Shri ou Sri.
Ganesha é o símbolo das soluções lógicas e deve ser interpretado como tal. Seu corpo é humano enquanto que a cabeça é de um elefante; ao mesmo tempo, seu transporte (vahana) é um rato. Desta forma, Ganesha representa uma solução lógica para os problemas: é o “Destruidor de Obstáculos”. Sua consorte é Buddhi (um sinônimo de “mente”) e ele é adorado junto de Lakshmi (a deusa da abundância) pelos mercadores e homens de negócio. O culto de Ganesha é amplamente difundido, mesmo fora daÍndia. Seus devotos são chamados Ganapatyas

para quem estiver afim de marcar horário ou dúvidas só enviar mensagem pelo  formulário abaixo